CD {roda gingante}
Tocar é pareria. Conjunto = com + junto, certo? É isso. Depois de algumas décadas tocando junto, passeando, comendo e principalmente rindo muito, posso dizer que meu amigo irmão parceiro Arismar do Espírito Santo faz uma música boa de tocar, de improvisar, de compartrilhar. Boa é pouco, ótima. Esse grupo novo, que ele inventou, sanfona, gaita, guitarra e violão ficou com uma sonoridade diferente, muito interessante, e tem um povo simpático tocando (note, eu não estava lá, o som e que me trouxe essa alegria, uns temas "parada de sucesso" instrumental, tipo delícia. Nosa música cada vez melhor, é isso. Obrigada e parabens parceiro.

Léa Freire

CD {roupa na corda}
À minha musa Eni
aos amados Maria Jlia, Bia, Lolô, Thiago, Léa, Tita, Fábio, Guzzi, Louise, Julia, Homero, Victor, Rita, Garga, Bruno, Silvia, Guilherme e Patricia. Aos que fizeram meus dias felizes. D. Léa, Ângela, Amanda, Beto, Anelisa, Flávio, Cláudia, Maria Inês, Amilson, Lurdinha, Heraldo, Piki, Laércio, Amanda, Heitor, Cândida, Hélio, Naná, Suzana, Lito, Amoy, Roberta, makiko, Regina, Ricardo, Turquinho, Zeli, Capucho, Adriana, Junior, Lelê, Helton, Marcia, Ricardinho, Rodrigo, Leléca, Dircinei, Marilia.

Arismar 5.7, vida linda!!

CD {alegria nos dedos}
Aos que iluminam a minha vida: Eni, Maria Júlia, Lolô, Bia, Thiago, Baby e Feijão
às ilustres visitas e amigos d. Léa, seu Júlio, Ricardo, Zé Pitoco, Cuca, Sandro, Filó, Clebão, Marcelo, Angelita, Amanda, Marinho Andreotti, bacalhau, Silvia Goes, Candinha, Zaganin, Floriano, Capucho, Regina Baptista, Gui, Martô, Bruno, Leo, Labate, Rita, Homero, e Guilherme. E à generosidade e inspiração de meus irmãos de som Bia, Daniel, Domimguinhos, Léa, Serginho, Thiago e Vimícius, ao criarem lindas melodias em minhas músicas. Voa Maritaca! Vidão!!!

Arismar do Espírito Santo

CD Essa Maré 11 Temas de Ivan Lins
Arismar do Espírito Santo & Leonardo Amuedo
O primeiro diálogo musical entre Arismar do Espírito Santo e Leonardo Amuedo ocorreu em uma canja no Drink Café da Lagoa, durante um show do virtuose Paulinho Trumpete, poucos dias antes da gravação deste disco, Arismar logo me apresentou a idéia de fazer um CD em duo com o Leo, no qual registraríamos momentos de livre criação e improviso; um encontro marcado pela mais pura comunicação musical e arranjos instantâneos, que geralmente só presenciamos em reuniões informais. Interessei-me de imediato pelo conceito, simples e estimulante, embora desafiador. Conhecendo Arismar, com sua inesgotável capacidade criativa, harmônica rítmica, e Leonardo, com sua técnica apurada e seu fascinante bom gosto melódica, o resultado daria sem dúvida um prato cheio de música da melhor qualidade. Mas era preciso um eixo condutor, e não demorou muito para escolhermos a maravilhosa obra de Ivan Lins. Não só por Leonardo tocar com ele há mais de seis anos, mas também por acreditarmos que seu repertório, tão explorado por jazzistas do mundo inteiro, merecia uma versão inovadora.
Eis então o resultado de quatro dias de intensa criação e sintonia musical de dois instrumentistas extraordinários; diálogos sem horizontes sobre onze lindos temas de Ivan e seus parceiros. Boa Viagem.

Rodrigo Villalobos

CD Cape Horn
Toninho Horta - Arismar do Espírito Santo
Cape Horn representa para a navegação o mesmo que o Monte Everest significa para o alpinismo. Para um navegador, ultrapassar esse cabo, o ponto mais ao sul da Terra do Fogo, é uma conquista que o coloca entre os grandes, pois ali enfrenta os mares mais bravios, as ondas mais imprevisíveis. Marcando o encontro entre os maiores oceanos do planeta, o Atlântico e o Pacífico, é um lugar onde os ventos correm livres.
Nesta obra, a Diebold Procomp tem o prazer de proporcionar o "Cape Horn" da música popular brasileira, reunindo amigos novos e antigos em uma realização de peso. A coleção traz agora uma poderosa confluência de fontes inesgotáveis de talento. Toninho Horta e Arismar do Espírito Santo juntaram suas águas musicais às de João Donato, Robertinho Silva, Lena Horta e Ricardo Pontes para inundar de vez nossos ouvidos de alegria.
Esperamos que vocês aproveitem bem esta viagem sonora pelo "Cape Horn".

CD Uma porção de Marias
Arismar do Espírito Santo - Jane Duboc
Quando Nélson Riddle passou a escrever os arranjos das músicas que cantava, Frank Sinatra disse que, dali em diante, os admiradores teriam dois motivos para adquirir seus discos. Foi o que pensei também ao ouvir o CD de uma das minhas cantoras favoritas, Jane Duboc, que conta com a participação do extraordinário violonista e contrabaixista Arismar do Espírito Santo.
Jane é uma cantora que sempre me chamou a atenção não só pela incrível musicalidade, mas também pelo timbre, pelo som de sua voz, que entra pelos nossos ouvidos e toma o corpo inteiro. O corpo e a alma, é bom acrescentar. Arismar, por sua vez, é desses instrumentistas de um potencial tão grande que os senhores ouvintes, simples mortais, nunca saberemos até onde ele vai chegar.
Para tal união faltaria apenas um bom repertório. E isto o CD tem de sobra. Jane Duboc abriu o baú com o tesouro da música popular brasileira e recolheu, com aquela delicadeza que lhe é própria, preciosidades magníficas. Bastaria saber os nomes dos autores das tais jóias – uma seleção brasileira de compositores, sem dúvida – para se ter uma idéia da riqueza do repertório: Ari Barroso, Luís Peixoto, Wilson Batista, Haroldo Lobo, Dorival Caymmi, Geraldo Jacques, Haroldo Barbosa, Carlos Lira, Vinícius de Morais, Ataulfo Alves, Mário Lago e Noel Rosa.
O tratamento dispensado por Jane e Arismar às obras desses mestres é tão respeitoso que não mediram o cuidado para evitar a repetição de qualquer interpretação já feita para qualquer uma das músicas, algumas delas com centenas de gravações. Neste CD, as interpretações são inéditas e respeitosas, porque os dois deram o melhor que poderiam dar, sem cansar o ouvinte com repetições de recursos já utilizados por outros intérpretes. Sendo talentosos e conhecedores das técnicas de interpretação, os dois artistas não caíram na tentação de deformar a obra do autor, como, infelizmente, é tão comum. Diria que cada música conserva o frescor da época em que nasceram.
Infelizmente, a maioria dos compositores presentes no disco já não está entre nós, mas a minha convicção é a de que todos adorariam ouvir Jane Duboc e Arismar do Espírito Santo interpretando as suas músicas. Mesmo o mais rigoroso deles, Ari Barroso, adoraria a leitura feita para Maria, que ele fez com letra de Luís Peixoto, e Para machucar meu coração. É um testemunho que dou com a pretensão de conhecer bastante o mestre Ari, sobre quem escrevi uma longa biografia.
Como curiosidade, vale a pena contar que Maria – gravada pela primeira vez em 1932 por Sílvio Caldas – teria outro nome, Bahia, pelo gosto do próprio Ari, que estava numa fase de exaltar a boa terra em dezenas de músicas. O letrista Luís Peixoto foi quem sugeriu Maria e, para convencer o parceiro de vez, escreveu uma letra maravilhosa. Em suma, Jane Duboc e Arismar mostram neste CD que a música brasileira se renova sempre e, por isso, nunca morrerá.

Sérgio Cabral

CD Foto do Satélite
Comemorando os 50 anos do multiinstrumentista, Arismar lança seu terceiro CD ilustrando a riqueza de nossa música. “Foto do Satélite” é um CD autoral onde Arismar passeia pelos ritmos brasileiros e pelos instrumentos. Aqui ele toca baixo, bateria, piano, violão, guitarra, percussão e canta – tudo muito bem! Participações especiais de Dominguinhos, Jane Duboc, Naylor “Proveta” Azevedo, Daniel D’Alcântara, Vinicius Dorin, Thiago do Espírito Santo, Silvia Góes, Alex Buck, Zezinho Pitoco e muitos outros.

CD Glow
"Cruzando o Brasil pelas estradas da música faz-nos, aos poucos, unirmos aos nossos irmãos de som, àqueles que estão sintonizados nas mesmas melodias, ritmos e energia harmônica... Assim foi, naturalmente, como surgiu o brilho desse cd, com um repertório falando da vida, amor, harmonia, esperança, confiança, entre outras coisas, que somente a arte e a amizade podem juntar. O mundo inteiro está em cada um de nós. Então, vamos deixá-lo brilhar!!!”
Jane, Arismar & Vinícius

CD America
O pianista porto-riquenho Edsel Gómez e o guitarrista/violonista Arismar do Espírito Santos gravaram em um só dia 14 faixas que vão do jazz ao bolero. O nome América vem da mistura de gêneros que a dupla conseguiu unir na gravação, todos oriundos das três américas: as influências surgem do requintado jazz de George & Ira Gershwin, da bossa nova de João Donato, do bolero de Consuelo Velásquez e ainda do samba de Ary Barroso. A experiência dos músicos é tanta que as canções surgiram naturalmente, como se tivessem nascido de uma despretensiosa jam session. Uma gravação impressionante se analisada pela situação espontânea do encontro de Edsel e Arismar.

CD Estação Brasil
CD autoral de Arismar, gravado quase que totalmente ao vivo, simula uma rádio virtual, inclusive com locutores entre as faixas. Participação de Silvia Góes, Thiago Espirito Santo, Léa Freire, Vinicius Dorin, Cuca Teixeira, Bia Góes, Alexandre Buck, Naná Vasconcelos e Jane Duboc.

CD 10 Anos
Primeiro CD do contrabaixista, baterista, percussionista, violonista e compositor. Revê clássicos da MPB como Luz Negra e Linda Flor. Participações de Hermeto Pascoal, Jane Duboc, Dominguinhos, Teco Cardoso, Edson Montenegro, Silvia Góes, Roberto Sion, Zezinho Pitoco, Edson José Alves, Filó Machado, Guello, Toninho Pinheiro, Ivan Sabino, Paulo Roberto, Cuca Teixeira, Proveta, Amilton Godoy, Walmir Gil, Jorginho Cebion, Edsel Gomes, Dudu Portes, Heraldo do Monte. Vencedor do Prêmio Sharp de 1998 na categoria instrumental.

www.myspace.com/arismardoespiritosanto